Superintendente participa de reunião sobre 30 horas na Saúde

(29/04/2014) Reunião realizada nesta terça-feira (29) entre o reitor José Tadeu Jorge e os dirigentes da área de saúde da Universidade resultou num significativo avanço para a implantação da jornada de 30 horas semanais no setor. O encontro teve como objetivo analisar as providências operacionais necessárias para a implementação da medida, apresentadas pelo Grupo de Trabalho (GT) designado para discutir o tema. A proposta foi bem recebida pelos dirigentes, que classificaram a reunião como um passo importante para a redução de jornada, atualmente definida em 40 horas semanais.

“O encontro foi muito produtivo e agora entramos na fase das providências operacionais para a efetiva implantação das trinta horas”, disse o reitor, lembrando que a proposta foi explicitada no seu programa de gestão. O próximo passo, segundo ele, será o agendamento de reuniões entre o GT e a direção de cada órgão da área de saúde, composta pelo Hospital de Clínicas, Hospital da Mulher (Caism), Hemocentro, Gastrocentro e Cecom. Os encontros vão tratar do detalhamento para a implantação da medida em cada unidade de saúde.

“A redução para 30 horas permitirá a reposição dos quadros, o que trará benefícios tanto para os servidores da área de saúde quanto para o atendimento à população”, disse o superintendente do Hospital de Clínicas, Manoel Barros Bertolo. “O GT fez um excelente trabalho e estabelecemos uma perspectiva bastante positiva”, disse a diretora executiva do Hospital da Mulher, Angela Maria Bacha. “Agora vamos trabalhar juntos para viabilizar a implantação da medida, que vem ao encontro das expectativas dos servidores e ao mesmo tempo vai melhorar a qualidade da assistência na área da saúde”, completou.

Segundo o coordenador do GT, Adilton Dorival Leite, durante seis meses o Grupo analisou a questão, que envolve de um lado, os aspectos relacionados à preservação da saúde dos trabalhadores e, de outro, os impactos da redução da jornada nos serviços de saúde prestados pela Universidade. “Elaboramos um relatório apontando todas as providências necessárias para implantar a medida sem redução salarial”, disse. “A partir desta reunião, estabeleceremos com cada gestor da área da saúde um cronograma para a implantação da nova jornada”, completou.

Share/Save