HC implanta projeto "Camareira" com entrega de toalhas de banho

(09/04/2014) O Serviço de Hotelaria do HC da Unicamp, com apoio da superintendência do hospital, iniciou no final do ano passado, a entrega de toalhas de banho em uma das áreas de internação do hospital: a enfermaria de Transplante de Medula Óssea (TMO). A proposta começou em 2011 com o projeto camareira, que gerou uma economia de R$ 9 mil por mês, na fase de testes em 26 leitos das enfermarias de TMO e Hematologia. A economia ocorreu devido à diminuição do peso de roupa suja, valor correspondente à compra de toalhas suficientes para mais quatro enfermarias.
 
A partir de um novo contrato que deverá estar vigorando em agosto, o hospital passa a pagar pela quantidade de roupa suja que é levada à lavanderia contratada, e não mais pela roupa limpa que era entregue. A diferença dos pesos é a razão para a economia: um lençol pesa aproximadamente 650g, já uma toalha 300g. “Na medida em que conseguimos utilizar as peças corretamente, sem usar lençol como toalha de banho, por exemplo, vamos diminuir o peso de roupa suja e consequentemente, o valor pago para a lavagem das peças”, informa a chefe do Serviço de Hotelaria, Margareth Taglieta.
 
A ação faz parte do projeto "Camareira", que visa otimizar a utilização de enxovais e a redução de custos. Duas mil toalhas foram solicitadas, com investimento estimado de R$ 20.000. A previsão é de que em agosto, as peças estejam disponíveis em todas as unidades de internação do hospital, época em que o contrato com uma nova lavanderia estará estabelecido. “A questão não é só financeira, pois o bem estar do paciente contribui para uma recuperação mais rápida e agradável. Os resultados também serão bons para as equipes de enfermagem e para o hospital”, explica Margareth Taglieta.
 
A oferta das toalhas de banho será gradual, para melhor monitorar problemas pontuais que surgirem. Atualmente são distribuídos lençóis para uso no pós banho. Para o bom andamento do projeto, hotelaria e equipes de enfermagem trabalharão em parceria. A dinâmica de trabalho da hotelaria também mudará. Hoje, são responsáveis por preparar pacotes cirúrgicos, e dobrar peças, por exemplo, o que será feito pela lavanderia de acordo com o novo contrato. "Assim será possível fazer o controle dos enxovais presencialmente", assegura Taglieta.
 
Toalhas de banho são campeãs de evasão em hospitais e hotéis, por isso, é necessário realizar um controle da utilização das peças. Centros Cirúrgicos, UTIs e UER (Unidade de Emergência Referenciada) são as áreas mais dinâmicas do HC, em que a demanda é grande. A intenção é que o serviço de hotelaria disponibilize uma camareira responsável em cada enfermaria (ou quadrante), para realizar a distribuição e reposição de enxovais. “Hoje controlamos a quantidade de consumo, mas não a forma de utilização, que é importante. Com o projeto vamos entender a dinâmica de cada área do hospital”, afirma Margareth.

Caius Lucilius com Caroline Roque
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save