Reforma do refeitório e da DND em ritmo acelerado

(29/01/2014) -A reforma do refeitório e parte da Divisão de Nutrição e Dietética (DND) do HC completa 20 dias e o término das obras está previsto para o início de abril. A reforma geral, que inclui climatização, a troca de piso, tubulações de água e esgoto, rede elétrica, mesas, substituição de equipamentos a vapor para o sistema a gás e elétrico, é a segunda desde a inauguração da área em 1985. A primeira ocorreu no final dos anos 90.
 
Segundo o engenheiro Sergio Lacerda, diretor da Divisão de Engenharia e Manutenção do HC, a modernização da área será comparável a qualquer restaurante industrial de primeira linha. "O objetivo principal é a modernização da área, dos equipamentos e o bem estar dos usuários e dos colaboradores do DND", destaca Lacerda. Outra preocupação foi a melhora o fluxo do refeitório e a criação de saídas de emergência, bem como a readequação do acesso.
 
Entretanto, explica o engenheiro, os ganhos também são para o hospital que vai modernizar todos os equipamentos da DND, o que inclui a substituição dos caldeirões a vapor por equipamentos tecnologicamente mais eficientes e individualizados alimentados com combustível a gás e elétrico. O combustível utilizado para alimentação dos geradores de Vapor era o xisto. A substituição dos equipamentos antigos vai resultar em uma economia de R$ 630 mil por ano.
 
Para o coordenador de Administração do HC, João Batista de Miranda, o projeto de reforma estava entre as prioridades da superintendência. "Trata-se de uma reforma muito importante apoiada pela reitoria em função das questões ambientais e de qualidade para os colaboradores da área", comenta Miranda. A área de 620 metros quadrados receberá piso de alto tráfego, antiderrapante e terá um aumento de 20% na capacidade de cadeiras distribuídas em 80 novas mesas, inclusive para portadores de necessidades especiais.
 
Harumi Kinchoku, diretora da Divisão de Nutrição e Dietética esclarece que o investimento em novos equipamentos para área também vai assegurar processos mais seguros e rapidez no preparo, conservação e distribuição de alimentos. Ela exemplifica a vantagem do forno elétrico que vai eliminar as frituras por imersão, garantindo melhor digestibilidade das preparações e uma alimentação mais saudável aos pacientes e para usuários do refeitório nos finais de semana e feriados.
 
De acordo com Harumi a incorporação de equipamentos conhecidos como pass through aquecido vai manter as preparações em espera em temperatura controlada e segura em temperatura adequada - acima de 60°, além de evitar a proliferação microbiana do alimento.
 
Já o pass through refrigerado vai garantir o acondicionamento das preparações, como saladas e sobremesas em temperatura adequada, entre 8° a 10°C evitando também proliferação microbiana. Também estão sendo adquiridos balcões refrigerados e aquecidos entre outros equipamentos. O refeitório foi inaugurado pelo governador Franco Montoro em 1986.
 
Durante o período de reforma, o almoço continuará sendo servido no Restaurante Administrativo (RA), de 2a. a 2a., até o início do calendário acadêmico. O jantar será servido no Restaurante Universitário (RU), nos dias úteis, das 17h30 às 19 horas, no período de férias. A partir de hoje (06/02) a ceia para funcionários será servida no saguão do F2, onde foi montada uma área especial para os funcionários se alimentarem das 23 h às 02h30.
 

Caius Lucilius com Caroline Roque
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp
 

Share/Save