HC da Unicamp promove Campanha de Catarata e Diabetes

(20/03/2006) O Núcleo de Prevenção da Cegueira do Hospital das Clínicas da Unicamp realiza neste sábado, dia 25/03, no ambulatório de Oftalmologia do hospital, a quinta campanha de Catarata e Diabetes. A intenção dos médicos é atender pessoas com mais de 50 anos de idade que tenham deficiência visual e sejam potenciais portadores de catarata e retinopatia diabética. Os pacientes triados terão o tratamento agendado prontamente no HC para cirurgia de catarata ou para tratamento com raio laser (diabéticos). Os diabéticos terão a oportunidade de receber esclarecimentos e orientações para o controle da doença. O horário de atendimento será das 8 às 14 horas.

De acordo com a Dra. Denise Fornazari de Oliveira, do Núcleo de Prevenção da Cegueira do HC, a inclusão do atendimento aos pacientes diabéticos é devido a carência do serviço oftalmológico ao diabético na região. “Existe na nossa região uma carência de serviços de atendimento oftalmológico ao diabético e muitos pacientes ficam sem opção de tratamento até por falta de informação”, explica a médica. O controle efetivo do diabetes previne uma série de complicações inclusive a cegueira.

A doença é provocada pelo embaçamento do cristalino, lente transparente do olho, localizada atrás da pupila, responsável pela visão. Na maioria dos casos, o motivo é a própria senilidade, somada a componentes hereditários. Com o cristalino turvo, passa-se a enxergar uma névoa na frente dos objetos e pessoas. A catarata pode evoluir se não for corretamente diagnosticada e tratada, levando seu portador a ver somente vultos. Nos estágios iniciais, a catarata não é perceptível a olho nu. Para detectá-la, normalmente é realizado o exame que mede a acuidade visual, utilizado também para o diagnóstico de outros problemas, como miopia, astigmatismo e hipermetropia.

Durante o dia de atendimento - um sábado - haverá uma triagem prévia, onde os diabéticos terão a oportunidade de receber esclarecimentos e orientações para o controle da doença. “O controle efetivo do diabetes previne uma série de complicações inclusive a cegueira”, ressalta a oftalmologista do HC. Mas, segundo a especialista, ainda há um longo caminho a percorrer. De acordo com pesquisas realizadas, 20% dos pacientes chegam ao atendimento sozinhos, 40% têm acesso ao hospital gratuito, mas há outros 40% que só comparecem quando estimulados.

O Projeto Catarata, reconhecido como uma das mais importantes estratégias para o atendimento de deficientes visuais em países do terceiro mundo e premiado internacionalmente, vem sendo realizado regularmente em Campinas e em outras cidades do país há 19 anos. Durante esse período, já foram realizados mais de cinco milhões de consultas, resultando em mais de 1 milhão de cirurgias.

 

Núcleo de Prevenção da Cegueira 
E-mail: oftalmo@hc.unicamp.br
Fone/Fax: 19-3788-7396 com Enfa. Ana Maria, Ana Lucia ou Miriam das 8h30 às 17h30

Caius Lucilius
Assessoria de Imprensa do HC UNICAMP

Share/Save