HC implanta programa de eficiência energética

(01/02/2006) O Hospital de Clínicas da Unicamp concluiu a substituição de 2505 luminárias e quase 8 mil lâmpadas florescentes por luminárias de maior eficiência e lâmpadas de maior qualidade e menor consumo de energia. A troca abrangeu a maioria das luminárias e lâmpadas de corredores e salas do segundo andar do hospital, incluindo os ambulatórios, centro cirúrgico geral, bloco A, raio X, UER, laboratórios e superintendência.

A expectativa do Divisão de Engenharia e Manutenção do HC, responsável pela troca dos equipamentos, é que a substituição proporcione uma economia de energia acima de 50 por cento, devido ao melhor espelhamento das luminárias e qualidade das lâmpadas de alto rendimento. Para cada luminária antiga de quatro lâmpadas de 40 watts, foram colocadas luminárias com duas ou uma lâmpada trifósforo de 32 watts, modelo Guarilux com maior vida útil.

A substituição faz parte de um projeto de eficiência energética da concessionária Elektro Eletricidade e Serviços, sediada em Campinas, em parceria com o Núcleo de Eficiência Energética da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp. O projeto tem um custo estimado em R$ 400 mil, sendo a metade financiada pela Elektro. A outra metade será paga pela universidade em 24 parcelas. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, autarquia vinculada ao Ministério de Minas e Energia, a economia de energia proporcionada pela troca dos equipamentos possibilita o retorno do investimento em curto prazo.

A segunda etapa do projeto prevê a substituição de todas as luminárias do hospital – cerca de 7000, além da modernização dos chillers. Estes equipamentos, mais conhecidos como resfriadores de líquidos, são usados para fins de condicionamento do ar e utilizam a água como fluído intermediário que é levada para as Unidades Condicionadoras (ar condicionado). As modificações serão realizadas sem afetar o fornecimento diário de ar refrigerado ao hospital.

Os programas de eficiência energética são supervisionados pela ANEEL, que estabelece obrigações e encargos às concessionárias em todo Brasil. Uma das obrigações do programa, consiste em aplicar anualmente o montante de no mínimo 0,5 % de sua receita operacional líquida, em ações que tenham por objetivo o combate ao desperdício de energia elétrica.

A Elektro Eletricidade e Serviços distribui energia elétrica a 1,9 milhão de clientes, localizados em uma área de concessão formada por 223 municípios do Estado de São Paulo e cinco do Mato Grosso do Sul. Ao todo, são mais de 5,7 milhões de pessoas atendidas pela empresa.

 

Caius Lucilius
Assessoria de Imprensa do HC UNICAMP

Share/Save