Trabalho sobre doadores de órgãos é apresentado em Praga

(22/11/2007) A Assistente Social Marli Nascimento Fernandes, membro da Comissão Intra-hospitalar de Transplantes do HC, apresentou no maior congresso europeu de transplantes "15th Europen Transplant Coordinations Organization" ETCO na República Theca, o trabalho científico “Assistentes Sociais: Novos Desafios aos Assistentes Sociais na Abordagem junto a familiares de Potenciais Doadores de Órgãos e Tecidos num Hospital Terciário”. A apresentação foi oral e apenas três trabalhos brasileiros dentro dessa temática foram inscritos. O evento recebeu cerca de 3.500 participantes.

Segundo a autora do trabalho, o estudo analisou 141 famílias de pacientes potenciais doadores internados no HC entre 2006/2007. Desse grupo, apenas 25% autorizaram a doação de tecidos e somente 3% consentiram a doação dos órgãos. Mais da metade (59%) recusaram a doação e 16% dependiam de autorização de outros familiares.

“Ficou claro no estudo que falta acolhimento especializado às famílias e foi exatamente isso que os participantes do congresso queriam entender”, ressalta Marli Fernandes. Para ela o estabelecimento de um vínculo da equipe com a família é essencial para a redução da recusa familiar e, consequentemente o sucesso da doação. Mesmo assim, no período da pesquisa houve um aumento de 10% na captação de órgãos e tecidos pela OPO-HC Unicamp.

O trabalho continua e contou com apoio dos docentes Ilka Boin, Elizete Lomazi da Costa Pinto, Helder Zambeli, Denise Fornazarri e das assistentes sociais Adriana Gasparoni, Julinha da Costa, Laura Hofman, Marilda Oliveira, Maria Virginia, Margareth Rovariz, Nadia Zutin, Sandra Terra e Wanilde de Moraes. Também apoiaram o trabalho a Superintendência do HC, a Coordenadoria de Assistência, AFPU e PRDU Pro-Reitoria de Desenvolvimento Universitário.

Caius Lucilius
Assessoria de Imprensa do HC UNICAMP

Share/Save