HC homenageia docente

(03/07/2007) Uma das pessoas mais carismáticas e respeitadas dentro e fora do Hospital deClínicas da Unicamp foi homenageada nesta terça-feira (03/07): o professor Ronan José Vieira. Considerado um ícone nas atividades de urgência e emergência do hospital, com destaque para a criação dos protocolos para pacientes vítimas de intoxicação, o professor Ronan está se aposentando após 35 anos de atividades na Unicamp e no HC. A iniciativa da homenagem foi do prof. Paulo Madureira e da Dra. Cristina Lalli com apoio da superintendência.

O evento lotou o anfiteatro do HC onde compareceram profissionais e amigos de trabalho, além de alunos e residentes. A homenagem foi aberta pelo prof. Paulo Madureira que teve em seguida as homenagens de Rosana Thiesen (Fisioterapia), profa. Sandra Costa (Clínica Médica), Márcia Inês Furcolin (Enfermagem da Retaguarda), prof. Marcelo Ramos (Moléstias Infecciosas), prof. Luis Cláudio Martins (Superintendência), prof. Luiz Carlos Zeferino (Superintendente) e a Dra. Cristina Alba Lalli (Endocrinologia), que também realizou uma apresentação da vida e carreira do professor com diversas fotos. Durante as homenagens coube ainda, espaço para uma filha de paciente que leu uma mensagem para o prof. Ronan.

Natural de Alfenas (MG), casado com a farmacêutica Neiva Rocha Vieira e pai de dois filhos, o professor Ronan se formou em 1962 pela USP-Ribeirão Preto. De 1963 a 1970, trabalhou como médico no pequeno hospital de Três Passos (RS), onde mais de 70% da população era de origem alemã. “Ao chegar me deparei com muitos desafios, inclusive fazer atendimentos clínicos, cirúrgicos e até partos”, recordou o docente. Como não falava alemão, disse, necessitei durante muitos anos do auxílio de uma tradutora que me auxiliava a fazer a anamnese e nas outras etapas do atendimento.

Chegou à Unicamp em 1972. Foi um dos responsáveis diretos pela implantação inicial da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, que durante quase três décadas funcionou nas dependências da Santa Casa de Campinas, no centro de Campinas. Com a transferência de algumas atividades para o HC, em 1982, criou no HC o Centro de Controle de Intoxicações (CCI) que se tornou referência em todo País. Foi homenageado em 2003 pela direção do Hospital Estadual Sumaré com a homenagem de seu nome ao setor “Urgência e Emergência Referenciada” do hospital. Dirigiu diversas áreas da FCM e do HC como Divisão dos Ambulatórios, Disciplina de Emergência, Diretoria Clínica do HC, Coordenadoria da Comissão de Ensino da FCM, Coordenadoria da Comissão de Internato entre outros.

“Conheci o professor Ronan ainda na faculdade e uma característica ímpar é sua seriedade no interesse pelo paciente, investigando até mesmo detalhes como religiosidade, família etc. Isso mostra o lado humano que ele sempre fez questão de manter nas rotinas clinicas e de emergência”, destacou a Dra. Cristina Lalli. Para o superintendente Luiz Carlos Zeferino é indis-cutível a contribuição que o professor Ronan teve para o ensino e a pesquisa de nossa Universidade. “O HC se or-gulha de ter abrigado na instituição uma pessoa como o prof. Ronan e tenho certeza de que a suas ações estarão sempre presentes na assistência e na formação das futuras gerações”, enfatizou Zeferino.

Caius Lucilius
Assessoria de Imprensa do HC UNICAMP

Share/Save