HC participa de reunião com diretores do BNDES

(04/05/2007) O superintendente do HC participou nesta quinta-feira (03-05) na reitoria, de uma reunião técnica com diretores do Departamento de Operações Sociais do BNDES, representados pela chefe Teresa Cristina Franco Cosentino e pelo Gerente Eriksom Teixeira Lima. A equipe foi recebida pelo coordenador geral da universidade, Fernando Costa, pelo coordenador do Hemocentro da Unicamp, Cármino de Souza, responsável pela vinda dos técnicos da estatal à Unicamp.

A intenção dos representantes do BNDES foi avaliar e coletar informações complementares sobre a Unicamp, sobre o complexo hospitalar da universidade, e em especial sobre o Hemocentro. O objetivo foi conhecer a infra-estrututura física e os serviços das instituições que servirão para endossar projetos em andamento no BNDES.

Durante o encontro com o coordenador geral da universidade, que também fez uma breve apresentação da Unicamp, os representantes do BNDES demonstraram surpresa com os números da universidade. “Já visitamos muitas universidades desse porte em todo país e saímos daqui convencidos de que a Unicamp é uma universidade de ponta”, comentou a economista Tereza Cosentino após questionar se a instituição possuía um Plano Estratégico.

“Não só possuímos um planejamento estratégico, como temos a meta de estar entre as 100 melhores universidades do mundo até 2015”, destacou o professor Fernando Costa. Ele explicou ainda, após uma pergunta da diretora do banco, que uma parte significativa dos investimentos em infra-estrutura predial e tecnológica de diversas unidades da Unicamp é originária de recursos de pesquisa captados pelas instituições. “Mesmo com o crescimento do ICMS ano a ano e a cota no imposto congelada desde 1995, dobramos o números de vagas nos últimos dez anos sem aumento do orçamento”, explicou Fernando Costa sobre a limitação orçamentária para esses investimentos.

O professor Luiz Carlos Zeferino esclareceu aos técnicos do BNDES que diante do orçamento anual do hospital, não existe qualquer possibilidade de investimentos estruturais e tecnológicos. O caminho, disse Zeferino, são recursos oriundos de projetos de pesquisa e emendas parlamentares. Ao ser questionado sobre um planejamento estratégico do hospital, o superintendente reafirmou a colocação do coordenador geral da universidade. “Atendemos 100% SUS e temos um planejamento montado até 2010. Em 2006 resolvemos vários gargalos como as cirurgias cardiovasculares e este vamos concentrar esforços na ortopedia, neurocirurgia e oncologia”, informou Zeferino.

O roteiro de visitas incluiu além dos prédios do Hemocentro e das obras do futuro hospital da instituição, uma visita à área do Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário - situado no HC - e uma visita à Enfermaria de Transplante de Medula Óssea, localizada no 4º andar do HC da Unicamp. “Estamos satisfeitos com as informações adicionais e com a apresentação detalhada dos locais, o que nos proporcionou uma maior compreensão do objeto proposto nos projetos da Unicamp junto ao banco”, disse a diretora do BNDES.

 

Caius Lucilius
Assessoria de Imprensa do HC UNICAMP

Share/Save