Palestra no HC celebra Dia do Assistente Social

(15/05/2008) Em comemoração ao Dia do Assistente Social, uma parceria entre HC, GGBS e CAISM promoveu a palestra “Trabalho Social e Intersetorialidade em Saúde”, ministrada pelo professor Gastão Wagner de Souza Campos, Coordenador do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp.

O evento além de ser uma homenagem para os assistentes sociais teve como objetivo discutir as relações interprofissionais na área de saúde, a importância do trabalho integrado e as dificuldades encontradas pelos assistentes sociais no dia-a-dia do hospital.

Para o professor Gastão, que pesquisou o trabalho integrado em saúde, a função do assistente social nem sempre é reconhecida e valorizada, embora seja de extrema importância, já que dá suporte e cuidado diferenciados aos pacientes e familiares. Gastão definiu a palestra como uma “comemoração reflexiva” para os profissionais da assistência social.

O serviço social do HC da Unicamp conta hoje com 38 profissionais, que assistem aos ambulatórios, enfermarias e à UER. Segundo Maria Rita Fraga, Diretora do Serviço Social do hospital, o evento foi uma forma de homenagear estes assistentes e debater seu papel no serviço de saúde.

As primeiras escolas de Serviço Social no Brasil surgiram no final da década de 1930, mas, a profissão só foi regulamentada em 1957. O assistente social trabalha diretamente com os relacionamentos humanos, elaborando e implementando medidas de Seguridade Social nos campos da saúde, previdência, meio ambiente, habitação, lazer, educação, entre outros. De acordo com dados do Conselho Regional de Serviço Social, hoje o Brasil possui 104 mil assistentes sociais, sendo que 61 mil estão em exercício profissional.

 

Caius Lucilius com Gláucia Santiago
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save