HC realiza a 100º videoconferência

(24/08/2010) Inaugurada há pouco mais de um ano, a sala de videoconferência do Hospital de Clínicas da Unicamp completou hoje, 19 de agosto, a centésima videoconferência. Com duas transmissões ao longo do dia, os eventos foram realizados pelo grupo de saúde da criança e do adolescente, sob o comando do coordenador do Núcleo de Telemedicina do HC/FCM, Marcos Nolasco, e pela Liga do Trauma da Unicamp, com orientação do coordenador da Disciplina de Cirurgia do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, Gustavo Fraga.

No período da manhã, a conferência, dirigida por Nolasco, tratou de casos clínicos de Mucopolissacaridoses, doenças metabólicas hereditárias, causadas por erros inatos do metabolismo que determinam a diminuição da atividade de enzimas que atuam em uma estrutura da célula chamada lisossomo. A Universidade Federal do Pará foi a instituição responsável por apresentar os casos de discussão, e outros 10 centros brasileiros participaram da videoconferência, coordenada tecnicamente pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Já a conferência realizada pela Cirurgia do Trauma teve o objetivo de integrar os comitês de ligas do trauma do Brasil e dos Estados Unidos, a fim de estabelecer metas para a criação do Comitê de Ligas do Trauma da Sociedade Pan-americana de Trauma. Participaram da teleconferência a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Faculdade de Medicina do ABC e a Virginia Commonwealth University, de Richmond, Virginia.

Sendo assim, é importante ressaltar a influência positiva que as videoconferências causam no ensino dos alunos da universidade. "As videoconferências têm tamanha importência, pois estabelecem um intercêmbio entre os profissionais da área e contribuem com a difusão do ensino entre estudantes, residentes e médicos assistentes de centros do Brasil e exterior", completa Fraga.

De acordo com Nolasco, as disciplinas de Oftalmologia, Reumatologia, Dermatologia, Anatomia Patológica, Cirurgia Plástica e o grupo de estudos em Educação Médica da FCM são as mais recentes na utilização desta tecnologia no HC. "O objetivo é ampliar essas atividades, visando reduzir distâncias e aumentar as oportunidades nas áreas de assistência médica, ensino e pesquisa em saúde", que acrescenta Nolasco "Considero a realização das 100 videoconferências uma demonstração do sucesso que é este empreendimento realizado pelo HC, em conjunto com o Ministério da Saúde, Ministério de Ciência e Tecnologias e o apoio da FCM".

 

Caius Lucilius com Paula da Conceição e Yasmine de Souza

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save