HC entrega nova área de radioterapia com moderno software

(28/05/2010) O Hospital de Clínicas da Unicamp entrega nesta sexta-feira (28/05), às 10h30, sua nova área de Radioterapia que passa a oferecer também, mais uma modalidade de tratamento para pacientes oncológicos. Um moderno sistema de planejamento de radioterapia conformacional está integrado ao acelerador linear e permite reconstruir, em imagens tridimensionais, a região do corpo estudada e planejar virtualmente as aplicações de radiação nos tratamentos dos tumores. O aumento da precisão, com doses concentradas de radiação no tumor, possibilita uma maior preservação de tecidos e órgãos sadios próximos ao local irradiado, além de menores efeitos colaterais aos pacientes.

O investimento na ampliação da área (reformas e mobiliário) e na aquisição do software de planejamento de radioterapia conformacional 3D RT foi de R$ 750 mil.O novo sistema que potencializa o pacote tecnológico do acelerador linear Clinac 2100C - principal e mais moderno equipamento da área - foi adquirido com recursos do Ministério da Saúde e custou R$ 509.154,19. A nova área de radioterapia possui 445 metros quadrados - 33% maior - e está totalmente adequada aos protocolos de humanização do Ministério da Saúde e OMS.

Serviço de Radioterapia do HC-Unicamp proporciona tratamento para as principais neoplasias como cânceres de próstata - uma das doenças mais tratadas na instituição, pulmão, esôfago, estômago, pele, reto, cabeça-pescoço, linfomas (doenças hematológicas), sistema nervoso central (cérebro) e sarcomas de partes moles. A área de radioterapia também dispõe de uma unidade de cobalto, equipamento também utilizado para tratamento de câncer, que possui um isótopo radiativo de cobalto 60. Nos últimos 15 anos, o acelerador linear e a unidade de cobalto já trataram mais de 15 mil pessoas.

O acelerador linear da Unicamp começou a funcionar em julho de 2002. O equipamento de última geração, que disponibiliza feixes de fótons e elétrons, melhorou consideravelmente o fluxo de pacientes para tratamento. Desde a instalação do acelerador linear, o serviço de Radioterapia duplicou o atendimento a pacientes oncológicos. O equipamento pode ser utilizado em diversos tipos de tratamento, e um deles é Irradiação Total da Pele (TSI), sendo o HC centro de referência nacional para esse tipo de radioterapia pelo SUS. Irradiação cutânea total é uma modalidade de tratamento radioterápico utilizada em neoplasias cutâneas. É geralmente usada para o tratamento de linfoma T cutâneo (micose fungóide).

Atualmente, o serviço possui quatro consultórios, sendo três médicos e um multidisciplinar para o atendimento de nutricionista, psicólogo, enfermagem e serviço social. A nova área também conta com uma sala de reuniões e outra de planejamento, além de possuir um posto de enfermaria com três leitos dia. A recepção também fez parte dessa reforma, garantindo aos pacientes maior comodidade durante a espera pelo atendimento.

Segundo o médico Eduardo Baldon Pereira, diretor técnico do Serviço de Radioterapia do HC da Unicamp, o novo sistema tridimensional possibilita grande ganho do ponto de vista técnico. “A principal vantagem desse sistema que faltava ao equipamento é o aumento da qualidade de tratamento, graças à precisão da irradiação que maximiza a chance de destruição do tumor e diminui a toxicidade do tratamento”, explica o radioterapeuta. Em média são 100 tratamentos/dia, 45 consultas/dia e cerca de 600 pacientes novos por ano em tratamento somente com o acelerador linear.

De acordo com Eduardo Baldon entre as próximas aquisições para completar o pacote tecnológico do acelerador linear está um aparelho de dosimetria para radioterapia com intensidade modulada (IMRT). Abreviatura para o inglês "Intensity Modulated Radiotherapy", IMRT é uma tecnologia avançada de radioterapia que minimiza os efeitos colaterais aos tecidos normais. A previsão, completa Baldon, é concluir o pacote do acelerador linear com a implantação de uma área de radiocirurgia.

A radioterapia é a área da medicina que utiliza a radiação ionizante para o tratamento de certos tipos de cânceres e de algumas doenças benignas. A radiação pode ter a função de matar as células tumorais em um câncer, desinflamar um tecido em uma doença benigna e impedir o crescimento anormal de um tecido. O serviço de Radioterapia do HC-Unicamp funciona em período integral das 7h às 22h, e recebe para tratamento pacientes de toda a macrorregião de Campinas, DRS VII, além do Sul de Minas Gerais, outros Estados e centros especializados como o Instituto Nacional do Câncer - INCA, do Rio de Janeiro.

 

Caius Lucilius com Paula Conceição e Yasmine de Souza
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Fotos: Scarpa 
ASCOM Unicamp

Share/Save