Ministro da Saúde visita HC e assina Programa de Contratualização

(14/01/2005) O ministro da Saúde, Humberto Costa, assinou em 14/01, no salão vermelho da Prefeitura de Campinas, o convênio que incorpora os recursos ao teto financeiro do gestor local, no caso do HC, a Secretaria de Estado da Saúde. Também foram contemplados o Centro de Atenção Integral da Saúde da Mulher e o Hospital Estadual Sumaré. As unidades hospitalares da Unicamp estão entre as primeiras instituições enquadradas como hospitais de ensino e que aderiram ao Programa de Reestruturação dos Hospitais de Ensino no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Após a assinatura o ministro da Saúde visitou o HC da Unicamp para a entrega oficial de dois novos equipamentos de raios-X telecomandado de última geração e dois aparelhos de ultra som. Os novos equipamentos de raio-X, orçados em R$ 1,5 milhão, foram adquiridos com recursos do Ministério da Saúde e dispõem de tecnologia digital com imagens de melhor resolução e excelente custo-benefício. Os novos equipamentos proporcionam a realização de exames 50% mais rápidos do que os aparelhos convencionais, além da possibilidade de pós processamento, tecnologia que permite aos médicos rever as regiões de interesse em maiores detalhes, inclusive através da internet.

Durante a visita o ministro prometeu ao superintendente do HC, provisionar recursos para a ampliação da Unidade de Emergência Referenciada - UER. "Ele pediu que apresentássemos o projeto", revelou Ivan Toro ao fim da visita. Em sua passagem de 30 minutos pelo HC, Humberto Costa, Brito Cruz, Ivan Toro, o secretário estadual de Saúde, Luis Roberto Barradas Barata e o secretário Municipal de Saúde, Gilberto Selber percorreram as dependências do hospital, visitando áreas como o setor da Enfermaria de Retaguarda e Cirurgia do Trauma. Antes de deixar a Unicamp o ministro disse que "nossa expectativa é a de apoiar tanto a gestão municipal como da Universidade", se referindo à visita que havia feito antes ao Hospital Mário Gatti.

O Hospital das Clínicas (HC), o Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism) da Unicamp e o Hospital Estadual Sumaré (HES) foram os primeiros hospitais estaduais no país, credenciados pelo Ministério da Saúde no programa. Com a adesão ao programa, as unidades de saúde passarão a receber mais R$ 12,84 milhões por ano, sendo cerca de R$ 6,3 milhões para o HC, R$ 4 milhões para o Caism e R$ 2,4 para o HES.

As portarias da contratualização, retroativas ao mês de novembro, foram assinadas no dia 15 de dezembro pelo ministro da Saúde Humberto Costa e publicadas no dia 16/12 no DOU. A mudança na forma de financiamento possibilitará que as instituições planejem suas ações, pois terão certeza do montante que receberão mensalmente.

O programa visa otimizar a relação dos hospitais de ensino com o SUS por meio da reformulação da política de saúde para esse segmento. Além do incentivo financeiro, o Ministério da Saúde trabalha junto aos gestores e instituições na definição do papel destes hospitais em relação ao perfil assistencial, no desenvolvimento de pesquisa e tecnologias para a área de saúde, na formação de profissionais e na qualificação do processo de gestão. Essas metas serão formuladas levando em conta a realidade da rede de saúde local, as necessidades da população a ser atendida.

 

Caius Lucilius
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save