Comunidade HC inicia projetos de Planejamento Estratégico

(02/03/2010) O Hospital de Clínicas da Unicamp iniciou as reuniões sobre o Planejamento Estratégico dentro do hospital. O evento desencadeador ocorreu nos últimos dias 18 e 19 de fevereiro, no anfiteatro da FCM. Ao todo, mais de 50 pessoas, que estão diretamente envolvidas no processo de planejamento, representando as áreas administrativas, de assistência e ensino e pesquisa participaram das reuniões. Até o mês de maio serão 15 reuniões monitoradas pela empresa de gestão empresarial Excellent Mach.

Segundo o palestrante da Excellent Mach, Marcos Travassos, o conteúdo do planejamento deve ser proposto pelos gerentes da instituição. “O meu papel é de facilitador, vou conhecer as idéias e a ajudar a selecioná-las”, informa Travassos. O palestrante deixou clara a importância de ter sempre um foco quando se trata de realizações futuras. “É preciso planejar antes de fazer qualquer coisa, senão gastamos mais dinheiro e tempo do que seria necessário”, afirmou Travassos.

Segundo o superintendente do HC, Luis Carlos Zeferino, o primeiro planejamento estratégico do HC foi realizado em 2003 para atender a uma programação da Universidade. “Ainda que naquele momento a participação dos profissionais do HC foi reduzida, o documento elaborado tem servido como referencial para elaboração do Plano de Metas Anual, inclusive para 2010”, esclarece Zeferino.

Zeferino informa que nos últimos três anos as equipes estão trabalhando para construir um novo modelo de gestão, que já incluiu a realização do Curso de Especialização em Gestão Hospitalar - 55 profissionais do HC concluíram este curso em 2009. No final do ano passado foram assinados os primeiros contratos de gestão entre a direção e os colegiados gestores, e o Conselho do HC criou as primeiras Unidades Produtivas. “Dessa forma, entendeu-se que os profissionais do HC estão bem aquecidos para realizar um competente planejamento estratégico, agora desencadeado por razões próprias do Hospital e não para atender a uma programação da Universidade”, conclui Zeferino.

O Planejamento Estratégico é estruturado em estágios que contam com a capacitação dos profissionais, análise dos cenários da instituição, definições de estratégias e o gerenciamento das decisões. Segundo o palestrante, o estágio mais importante é a conclusão da análise dos cenários, pois dessa forma é possível estar preparado frente aos acontecimentos futuros. Para Travassos, o principal ganho para a empresa que realiza o seu planejamento é a transparência com relação ao que a empresa almeja para o futuro. Nas reuniões mensais da Copei, o Planes é constantemente debatido em suas prioridades, alocação de recursos e acompanhamento dos projetos estratégicos.

Modelo
Uma das poucas universidades brasileiras a ter um planejamento estratégico estruturado, a Unicamp é uma referência no assunto e foi convidada a apresentar a sua metodologia em vários países como o Equador, República Dominicana, Canadá, Turquia entre outros, além de ser levado a diversas universidades brasileiras, que pretendem implantar processo semelhante em suas instituições. O processo e a estrutura do Planes, detalhados no site da CGU, são utilizados como uma importante fonte de pesquisa e consulta para alunos, e como benchmarking (busca pelas melhores práticas que conduzem uma empresa à maximização do seu desempenho) para outras instituições de ensino superior.

 

Caius Lucilius com Yasmine Souza (texto) e Alexandre da Silva (fotos)
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp e ASCOM
 

 

 

 

Share/Save