Guideline

Nome: Hospital de Clínicas da Unicamp.
 
Perfil: Universitário terciário e quaternário (alta complexidade).
 
Atendimento: 100% SUS.
 
Orçamento 2016 (SUS + Unicamp): R$ 460.000.000,00.
 
Lançamento da pedra fundamental: Outubro de 1975.
 
Inauguração ambulatórios: Fevereiro de 1979 (primeira etapa de construção do HC).
 
Inauguração hospital: 10 de outubro de 1985.
 
Área construída:
66.164,26 m² dividido em 8 blocos.
Estacionamento = 18.035m².
 
Superintendente: Prof. Dr. João Batista de Miranda (Ortopedista) mandato 2014-2018.
 
Coordenadoria de Assistência (Vice Superintendente): É o responsável por toda a área médico-assistencial do hospital. Está sob a responsabilidade do Prof. Dr. Antonio Gonçalves de Oliveira Filho (Cirurgião pediátrico)
 
Coordenadoria de Administração: É o responsável pela área técnico-administrativa, de apoio e infra-estrutura. Está à frente o médico cardiologista Prof. Dr. José Roberto Matos Souza
 
Número total de funcionários: 3.300 funcionários que atuam 24 horas em diversas áreas do hospital.
 
Número de profissionais de enfermagem: Entre auxiliares, técnicos, enfermeiros e diretores, o Departamento de Enfermagem do HC conta com 1.447 colaboradores.
 
Colaboradores: Dentre o quadro de funcionários o HC destaca a participação das mulheres que compõem 73% do número de empregados.
 
Faixa etária: 59% dos funcionários do hospital estão entre a faixa etária de 30 a 50, seguida pelo grupo de acima de 50 anos com 28% e os colaboradores com menos de 30 anos em 13%.
 
Número de docentes: 320 da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp.
 
Número de médicos assistentes: 296 (181 UNICAMP e 115 FUNCAMP).
 
Número de médicos residentes: 607 (terceiro maior do país atrás da USP e Santa Casa SP).
 
Número de alunos: São cerca de 670 alunos de medicina (todos os anos), 161 alunos de Enfermagem, 83 de Fonoaudiologia e 40 de Farmácia que realizam boa parte do treinamento e internato dentro do HC. Além disso, participam da rotina do HC cerca de 800 pós-graduandos.
 
Capacidade física: 419 leitos.
 
Capacidade operacional: 409 leitos.
 
Capacidade física UTI Adulto: 56 leitos.
 
Capacidade física UTI Pediátrica: 12 leitos (nivel III).
 
Número de Internações/ano: 14.343 (2016).
 
Especialidades médicas: 47 (clínicas e cirúrgicas) que se subdividem em cerca de 580 sub-especialidades (95% das doenças existentes, inclusive as raras).
 
Consultas ambulatoriais e de emergências/ano:
73.507 atendimentos de urgência/emergência (2016), sendo 57.256 de procura espontânea
382.087 atendimentos ambulatoriais (2016)
 
Abrangência: Mais de 100 municípios na região, o que corresponde a cerca de 5.000.000 de pessoas.
 
Circulação diária: mais de 10 mil pessoas.
 
Taxa de ocupação hospitalar: 85 por cento.
 
Média permanência: 8,8 dias.
 
Número de refeições produzidas/ano: 922.203
 
Centro Cirúrgico Geral: 16 salas.
 
Centro Cirúrgico Ambulatorial: 08 salas.
 
Cirurgias/ano: 15.106 em 2016 (ambulatoriais [7196], eletivas [4584] e urgência [3326]) entre elas os transplantes. As cinco maiores especialidades que operam no HC são: Oftalmologia, Ortopedia, Urologia, Cirurgia Plástica e Cirurgia do Trauma.
 
Transplantes: Realizados 351 em 2016 (veja tabela geral aqui)
 
Primeiro transplante: Em 1986 de rins. Mas a equipe da Unicamp realizou em 1984, na Santa Casa de Misericórdia de Campinas, o primeiro transplante de rins da instituição e o primeiro do interior do Estado. Os rins são os órgãos mais transplantados no HC.

Primeira cirurgia: Em dezembro de 1985, a equipe médica integrada pelos professores Luiz Sérgio Leonardi e Mário Mantovani realizaram uma cirurgia de úlcera péptica.
 
Procedimento cirúrgico mais demorado: Transplante hepático (fígado) de 6 a 8 horas. Já houveram casos mais complexos onde a cirurgia durou quase 24 horas. É também a equipe com o maior número de profissionais: 10.
 
Procedimento cirúrgico mais rápido: Cirurgia de câncer de pele em média 40 minutos.
 
Prontuários: Atualmente o HC está com mais de 1 milhão de prontuários, que são sequenciais desde a vinda do arquivo da antiga Santa Casa. São cerca de 2000 prontuários com saídas todos os dias e 150/dia utilizados para pesquisa.
 
Abertura de novos prontuários: 150 (média/dia).
 
Consumo de bolsas de sangue: Cerca de 6.730/mês.
 
Exames laboratoriais/ano:  2.559.329 (2016) para cerca de 300 tipos de exames
 
Exames radiológicos/ano: 144.235 (2016) Ressonância Magnética, Raio X Simples, Raio X Contrastado, Tomografia Computadorizada, Biopsias Guiadas Por Us, Ultrassom, Angiografias Terapêuticas, Angiografias Diagnósticas.

Exames medicina nuclear: 8.150 (2016) Cintilografia, Densitometria, Pet-Ct e Filtração Glomerular.

Radioterapia/ano: 50.725 mil ciclos em 2016. As três principais patologias tratadas são câncer de próstata, cabeça e pescoço e gastro. O serviço funciona em três turnos: manhã, tarde e noite (19 às 22 horas).

Equipamentos de referência: Angiógrafo digital, angiógrafo INFX-8000C (vascular), sistemas de anestesia Aisys CS2, sistemas de vídeo cirurgia full HD da Striker e Olympus, neuronavegador, focos cirúrgicos equipados com tecnologia LED, sistema de hemodinâmica, raio X contrastado, raio X digital, sistema portátil de ultrassonografia, sistemas de ultrassonografia da Toshiba, modelo Aplio 500, Sistema de Contra-Pulsação Aórtica, também conhecido como balão intraaórtico (BIA), berços aquecidos, cromatógrafo e espectometro, camas elétricas, sistemas cirúrgicos de laser de CO2 Smartxide², sistemas cirúrgicos holmium YAG laser, tomografia de coerência óptica (OCT), sistema CR (Computed Radiography) sistema de videoendoscopia HD, tomógrafo digital (Multislice 64 canais e 16 canais), ressonância magnética (1,5 tesla e 3 tesla), autoclaves com sistema de osmose reversa com água ultrapura (CME), acelerador linear Clinac de prótons e eletrons, gama câmara, PET/CT, SPECT/CT, entre outros.

Farmácia de Alto Custo: Subordinada à Secretaria de Estado da Saúde, fornece gratuitamente à população medicamentos de alto custo para centenas de pessoas por dia, com a distribuição de 200 remédios diariamente (média de 1 unidade por receita) com atendimento de aproximadamente 8.220 pacientes/mês. A farmácia dispõe de 310 itens de medicação.
 
Farmácia do Hospital: Doses de remédios unitarizadas/ano: 2015: 2.313.771 unidades, sendo 43% (994.921) apresentações injetáveis, 37% (856.095) de comprimidos/cápsulas e 20% (462.755) de outras formas farmacêuticas. São usados ainda 843.265 frascos/bolsas de soro por ano.
 
Resíduos gerados: Infectante (23 ton/mês), comum (25 ton/mês), reciclável (vidro 700 kg/mês, metal 300 kg/mês, plástico 2.000 kg/mês, papelão 2.100 kg/mês, papel 4000 kg/mês).
 
Uso de lençóis: Cerca de 2000 peças de lençóis diários.
 
Consumo de luvas: 7 mil pares de luvas/dia ou 2,5 milhão por ano.
 
Consumo termômetros: 60/mês.
 
Consumo de água/mês: 9.227 mil m3.
 
Oxigênio: Atualmente todo o oxigênio do HC é fornecido por empresas da área. A média de consumo é de 35.716 m3/mês.
 
Geradores de energia: 2 geradores com capacidade operacional de 750 Kwa/h.