Mais conforto para pacientes e facilidade para funcionários

(26/02/2013) O Hospital de Clínicas da Unicamp acaba de receber as últimas 40 camas elétricas, de um total de 200, adquiridas com recursos da Universidade que totalizaram R$ 1.920.800,00. A aquisição integra um plano de investimentos da atual gestão do HC em tecnologias de ponta para atualização do parque de equipamentos, com o apoio da reitoria da Universidade. As novas camas - totalmente automatizadas - são importadas e proporcionam maior conforto e segurança ao usuário, além de melhor qualidade de trabalho para a equipe de enfermagem, já que são mais leves (termoplástico de alta resistência) e acionadas por controles de comando manuais. A superintendência já havia comprado 90 camas elétricas em 2009/10 e a previsão é que até o final do ano, todos os 419 leitos estejam equipados com camas elétricas.

De acordo com a coordenadora de Assistência, professora Antonia Teresinha Tresoldi, essa talvez seja a demanda mais antiga que a comunidade do HC solicitava. As camas de aço, diz, estavam no hospital desde a inauguração em 1985 e mesmo operacionais apresentavam várias deficiências de conforto aos pacientes e muitas dificuldades de manuseio por parte dos profissionais de saúde, principalmente da enfermagem. "É indiscutível o padrão de conforto e segurança que as novas camas proporcionam tanto à equipe de enfermagem como ao paciente. São nove movimentos feitos por comandos elétricos que permitem posicionar pacientes de até duzentos quilos, e todas possuem a quinta roda que proporciona mais agilidade de deslocamento com giro de 360 graus ", informa Tresoldi.

No entender do reitor Fernando Costa, a aquisição das novas camas representa um salto na qualidade da hotelaria da instituição. "Por ser um hospital de alta complexidade, muitas vezes pacientes e familiares desenvolvem relações ao longo da internação que podem se estender por dias, semanas ou meses, e esses cuidados com a hotelaria terão reflexos para todos", ressalta Costa. Para ele os investimentos representam uma nova etapa dentro dos programas de humanização do hospital e segurança do paciente.

Com cabeceira e peseira removíveis em material termoplástico de alta resistência, as novas camas irão beneficiar cerca de milhares pacientes/ano. Além disso as camas elétricas dispõem de freio de dupla ação em diagonal, grades injetadas em material termoplástico de alta resistência, sistema articuláveis e retráteis que permitem o recolhimento para baixo do leito, facilitando a transferência do paciente, com um sistema de trava e destrava acionado por um mecanismo ao lado da grade dando mais segurança ao paciente. Os equipamentos permitem todos os movimentos fawler, sentado, dorso, joelhos, vascular, cardíaco, elevação do leito, trendlemburg e trendlemburg inverso.

 

Caius Lucilius com Jéssica Kruckenfellner

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save