Senador José Serra visita o HC e entrega equipamentos

(25/11/2019) O senador da República e ex-governador de São Paulo, José Serra, visitou o Hospital de Clínicas nesta segunda-feira (25-11) e participou da entrega de equipamentos adquiridos com recursos de uma emenda parlamentar de sua autoria. Em outubro, o senador José Serra foi um dos articuladores no Congresso Nacional que assegurou uma emenda de custeio da bancada paulista - orçamento 2020 -, para a Unicamp no valor de R$ 4,5 milhões, que serão divididos entre o HC e o CAISM.

Após a cerimônia no anfiteatro do hospital, o superintendente e o coordenador de Administração acompanharam o senador aos locais onde estavam instalados alguns equipamentos comprados com a emenda. Ele visitou ainda, a UTI Coronariana e manifestou apoio em Brasília e na Secretaria de Estado da Saúde para habilitação de novos leitos nessas áreas. Durante a visita o senador foi constantemente abordado por pacientes e acompanhantes admiradores do político paulista para um registro fotográfico.

O senador José Serra ficou feliz em retornar à sua casa depois de muitos anos. É que Serra foi professor da Unicamp (Economia) por muitos anos. "A satisfação em estar aqui hoje tem um valor especial. Jamais imaginei que esse hospital tivesse atingido tamanha proporção e representação por seus serviços de qualidade oferecidos no SUS. Agora mais ainda com esses equipamentos que viabilizamos no orçamento da União", disse Serra. Foi a primeira vez que o senador conheceu um pouco do HC da Unicamp.

Na cerimônia, Serra fez questão de resgatar um pouco da sua trajetória ao chegar do EUA na Unicamp - 1977 - depois de catorze anos no exílio convidado pelo reitor Zeferino Vaz. "Foi uma atitude corajosa me contratar na época em que vim para dar aula de pós-graduação nos barracões da Economia", recordou. Alguns anos - 1983 - depois, Serra virou secretário de Planejamento do Governo Montoro e pode retribuir apoiando investimentos para a expansão da Unicamp, já na gestão do reitor Pinotti.

O superintendente e anfitrião, professor Antonio Oliveira Filho agradeceu a presença do senador José Serra, sabendo da dificuldade de estar fora do Congresso em Brasília. "Não podemos falar de conquistas para o HC sem lembrar do passado desse nosso professor e agora senador. Uma trajetória histórica na política e à frente do Ministério da Saúde", ressaltou. Toninho ainda fez referência a uma das bandeiras de Serra no ministério que foram os mutirões de catarata. "Ações corajosas de pessoas com visão que a gente reconhece e agradece", conclui Filho.

Com os recursos da emenda individual de 2016 (nº 836596/16), a instituição incorporou no laboratório de Anatomia Patológica, um equipamento de última geração para o processamento de tecidos humanos - extraídos através de biopsia ou cirurgia -, com mais qualidade diagnóstica, rendimento e preservação do material para análise. O equipamento, que produz amostras para análise microscópica, é um processador de tecidos vertical da Thermo Scientific, modelo Excelsior AS.

Também foram compradas 10 camas elétricas modelo strike importadas - totalmente automatizadas - que proporcionam maior conforto e segurança ao usuário, além de melhor qualidade de trabalho para a equipe de enfermagem, já que são mais leves (termoplástico de alta resistência) e acionadas por controles de comando manuais. As novas camas foram destinadas a UTI Pediátrica e para a Enfermaria de Pediatria.

Outro equipamento adquirido com a emenda do senador foi um sistema de vídeobroncoscópio FullHD da Fujinon que está na área de procedimentos especializados do hospital. Esse equipamento é o modelo carro chefe da fabricante que possui entre outros recursos que seja extraída uma excelente imagem a partir de múltiplas imagens, atua com a opção Picture in Picture (imagem dentro de imagem) e também permite ao médico visualizar simultaneamente uma imagem ao vivo e uma imagem congelada com riqueza de detalhes.

Uma vida de política - José Serra tem trajetória de muitos marcos em sua carreira política de mais de 50 anos. Tudo começou no início dos anos 60, quando cursava engenharia na Politécnica da USP e foi eleito presidente da UNE na véspera do golpe de 64. Teve de sair do país e pedir asilo no Chile onde radicou-se e conheceu sua esposa, Monica Aliende Serra com quem teve dois filhos nascidos naquele país.

Neste mesmo período estudou Economia na Universidade do Chile e permaneceu no país até o golpe militar de 1973, liderado por Augusto Pinochet quando foi para os Estados Unidos, onde estudou nas Universidades de Cornell e Princeton onde concluiu seu pós doutorado. "As pessoas hoje não tem ideia de como foram esses anos de medo no País", atesta Serra. Também foi deputado constituinte, senador nos anos 90 e prefeito de São Paulo.

Foi durante sua gestão como governador, que a Unicamp formalizou a parceria para a gestão da maioria dos AMES (5) administrados pela Universidade através da Diretoria Executiva da Área da Saúde (DEAS).

Em seu atual mandato no Senado Federal, Serra fez um balanço. Desde 2014 apresentou 63 proposições legislativas (projetos de lei, projeto de lei complementar, PECs etc) sendo que 23 foram aprovadas no Senado e oito aprovadas na Câmara dos Deputados e, posteriormente sancionadas pelo executivo (normas legais).

Segundo Serra das oito proposições que viraram lei, três tem impactos positivos na área da saúde, uma delas é a que cria o regime especial de incentivos para o saneamento básico, outra esta relacionada aos prazos para o registro de medicamentos pela Anvisa e outra estabeleceu recursos diferenciados para as santas casas. Ainda tem projetos em andamento para emergência em saúde publica, restrições à publicidade e consumo do tabaco e sobre doenças de paralisias neuromusculares.

Caius Lucilius 
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save