Gratidão e emoção na entrega de equipamentos no HC

(05/08/2019) Em um evento repleto de momentos de emoção e gratidão, o anfiteatro da superintendência ficou apertado para a cerimônia de inauguração do novo angiógrafo de hemodinâmica e da entrega de camas balcânicas para a ortopedia. O principal homenageado foi o deputado federal Paulo Freire e a sua equipe, responsável pela indicação da emenda que viabilizou a compra dos equipamentos, avaliados em R$ 1.980.000,00 (Angiógrafo) e R$ 445.760,00 (Camas balcânicas).

Desde seu primeiro mandato em 2010, o deputado aportou para o HC da Unicamp R$ 23 milhões e outros R$ 10 milhões para outras unidades de Saúde da Universidade. Na história da Unicamp, Paulo Freire foi até o momento o parlamentar que mais viabilizou recursos para as unidades da Universidade. Entre outros equipamentos para o HC estão ainda um acelerador linear para radioterapia, microscópio cirúrgico, sistemas de videocirurgia, ventiladores mecânicos, camas elétricas, uma futura ressonância magnética etc.

O superintendente Antonio Gonçalves de Oliveira Filho em um discurso estimulador e com bastante emoção lembrou a importância dessa parceria com o parlamento federal. “Esse foi o caminho para construirmos uma relação duradoura com muitos resultados efetivos para os usuários do SUS. Um dia desses, em visita à UTI Pediátrica, ouvi de um médico a gratidão dele no sucesso pela primeira vez, de uma cirurgia de coração complexa e a alta da criança no colo da mãe. É isso que buscamos”, relatou Filho.

Coube a ele conduzir um agradecimento geral ao reitor e à coordenadora geral da Universidade, mas especialmente, ao deputado Paulo Freire, à sua chefe de gabinete Regina Guimarães e toda sua equipe em Brasília. O paciente Moisés Fernandes F. Filho, vítima de um infarto e prontamente atendido no HC durante sua emergência, compareceu à cerimônia para entregar uma placa de homenagem ao parlamentar em nome comunidade HC e dos usuários SUS.

O vereador professor Alberto - em seu 3º mandato - também fez uso da palavra e reconheceu o importantíssimo trabalho realizado pela Unicamp na área da saúde. “Nos engrandece saber que quarenta por cento dos pacientes atendidos aqui no HC são de Campinas e que também estão cobertos pelas ações positivas do deputado neste hospital”, comentou.

O diretor da Faculdade de Ciências Médicas, Luiz Carlos Zeferino, recordou suas dificuldades à frente do HC como superintendente na época, e contou a importância de modernização do parque tecnológico com recursos de emenda. “Na minha época, todos os equipamentos eram obsoletos e analógicos e faltavam até capinógrafos no centro cirúrgico e a única forma de recuperar esse parque, como vemos aqui, foi recorrer às emendas parlamentares em Brasília, período em que iniciei essas ações com vários deputados, como Paulo Renato e Pinotti, que já faleceram”.

Manoel Barros Bértolo, da Diretoria Executiva da Área da Saúde, destacou que as unidades hospitalares da Unicamp vem experimentando uma conjuntura adversa, mas mesmo assim não houve o fechamento ou redução de atendimento em nenhuma unidade da Universidade. “Oportuno e indiscutível a importância dessas ações no Congresso Nacional e tive a imensa satisfação em minha gestão de iniciar essas tratativas como o deputado Paulo Freire, que sempre demonstrou suas preocupações não apenas na Unicamp, mas em toda Região de Campinas”, resumiu Bertolo.

Para a coordenadora Geral da Universidade, Teresa Atvars, do ponto de vista de planejamento frente à essa crise, o Hospital de Clínicas tem revelado porque não é apenas referência de qualidade em assistência. “Graças aos diferenciais alicerçados nos últimos anos, esse hospital é um exemplo da boa gestão do dinheiro público originário de emendas, cada vez mais eficiente em sua destinação. Entretanto, igualmente expressivo é o apoio do deputado Paulo Freire aos hospitais da Unicamp. Muito obrigada por essa carinhosa atenção”, sintetizou Atvars.

Antes de iniciar seu discurso, o deputado Paulo Freire foi surpreendido por uma singela homenagem entregue pelo paciente Moises. “Deputado. Olha o que essa Unicamp representa para o Brasil, já que eu sei de muitos pacientes de outros estados e como eu daqui de Campinas que chegam neste hospital para tratamento e saem felizes”, disse Moisés Filho.

A placa diz “Querido pastor Paulo Freire. Quem salva uma vida, salva o mundo inteiro. A grande família HC Unicamp agradece sua inestimável colaboração e participação na missão de salvar vidas, formar pessoas e cuidar do ser humano e tornar o mundo um lugar melhor para se viver.”

Reestabelecido da emoção, o deputado Paulo Freire abriu o discurso reforçando que enquanto estiver deputado, sempre terá uma atenção especial com o HC da Unicamp. “Me sinto muito honrado e agradeço a Deus primeiramente, e a todos vocês. Estamos fazendo nosso papel como parlamentar e não tenho palavras para essa homenagem”.

Marcelo Knobel, que já esteve em Brasília percorrendo os corredores da Câmara dos Deputados, disse que confiar na destinação dos recursos federais para a Unicamp é uma grande vitória frente aos milhares de pedidos que chegam aos gabinetes na capital federal. “É por isso que a gente precisa e deve ter o compromisso do agradecimento, pois fomos vitoriosos na indicação e concretização da emenda”, enfatizou Knobel.
 
Na homenagem ao deputado, o reitor da Unicamp relembrou que não é apenas a indicação de emendas do orçamento da União que demonstram o apoio do deputado. “Outro fator importante nessa relação construída é a toda a articulação política que o deputado se dispõem a fazer junto ao próprio legislativo e junto ao poder executivo”, isso também é fundamental acentuou. “Especialmente sobre novos modelos de crescimento financeiro sustentável”.

Depois de elencar as conquistas para a Universidade com as emendas do parlamentar, Knobel destacou a responsabilidade de transparência e bom uso dos investimentos. "São 32 milhões de reais aportados na saúde, mas não podemos deixar que esquecer que isso também reflete na capacitação e expertise dos alunos e médicos aqui treinados”, observou. Para concluir o reitor brincou. “Atingimos a meta e agora a missão é dobrar a meta”.

Caius Lucilius 
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save