​HC inicia obras do bunker de radioterapia para novo aparelho

(26/07/2019) O Hospital de Clinicas da Unicamp iniciou as obras para aumentar a capacidade de uma das salas de radioterapia do hospital. A demolição parcial do bunker é necessária para instalação de um novo acelerador linear adquirido por R$ 3,7 milhões e que deverá ser inaugurado em 2021. Já os recursos para as obras de demolição e construção totalizam R$ 1 milhão e a conclusão é prevista para dezembro de 2020.
 
A necessidade de um novo acelerador linear para o HC foi devido a programação de desativação da unidade de cobalto terapia, que teve a vida útil da pastilha do material finalizada após 10 anos de uso. O aparelho de cobalto foi instalado no local em 1986, mas as pastilhas radioativas sempre foram substituídas a cada 10 anos. Agora, a Radioterapia continua funcionando com um aparelho linear.
 
A obra é de grande porte, já que estão sendo retiradas paredes de concreto com mais de 1,5 metros de espessura que abrigavam o bunker (sala blindada) do antigo aparelho de cobalto terapia. O corte em blocos das paredes de concreto foi realizado com fio diamantado, técnica mais conhecida como “wire saw”.
 
Esse tipo de corte de paredes de concreto com o uso de fio diamantado com movimento recíproco, explica, Isac Lopes, arquiteto responsável pela obra, é uma alternativa para aplicações que requerem cortes de precisão com baixo custo operacional, além de ser uma técnica menos ruidosa. "Foi a indicada já que mantivemos outras paredes para serem unidas as futuras que iremos construir", explica Lopes.
 
Ainda de acordo com Isac, um novo e maior bunker será construído no local para abrigar o novo acelerador linear, adquirido com recursos de emenda parlamentar do orçamento da União indicada para o Hospital de Clínicas pelo deputado federal Paulo Freire. O novo bunker terá ainda uma área maior para futuras adequações e um sistema de climatização próprio.
 
Depois da obra, o HC passa a contar com dois aparelhos acelerador linear para a radioterapia. Eduardo Baldon, Diretor Técnico da Radioterapia do hospital, confirma que a obra vai além da melhoria do espaço físico em geral e aumento da capacidade do local. "O moderno acelerador linear da Varian vai agregar novas tecnologias aos tratamentos que beneficiarão muito os pacientes, inclusive com uma modalidade chamada radiocirurgia", comenta Baldon.
 
Outro benefício da obra é a reforma da nova área de recepção da Urgência e Emergência Referenciada (UER) do hospital. Toda a área da antiga recepção da UER foi demolida e será adequada para o referenciamento da Unidade exclusivamente para casos graves.

Caius Lucilius 
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save