HC inaugura primeira área destinada a Cuidados Paliativos

(04/06/2019) O Hospital das Clinicas da Unicamp inaugurou nessa terça feira (04/01) uma sala destinada exclusivamente aos Cuidados Paliativos, isto é, cuidados assistenciais oferecidos aos pacientes que tenham uma doença que ameaça a continuidade da vida. A iniciativa visa estabelecer melhor qualidade de vida, bem estar e conforto aos pacientes e seus familiares, através da prevenção, tratamento de dor e de outros problemas de natureza física, psicológica, social e espiritual.

O cuidado paliativo, em sua essência, conta com a atuação de médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas, entre outros profissionais da área da saúde. No HC, a área será coordenada pelo médico José Carlos dos Santos Junqueira, as médicas Márcia Bio, Vera Regina Bellinazzi e a enfermeira Roberta Fonseca. A vice coordenadora da nova área é a médica Cristina Terzi Coelho.

José Carlos, paliativista, geriatra e intensivista, trabalha no HC desde 1991 e desde 2012 é responsável pelos cuidados paliativos no hospital, oficializado em junho do ano passado. Em seu discurso na inauguração, cita uma frase da médica inglesa Cicely Saunders: “Ao cuidar de você no momento final da vida, quero que você sinta que me importo pelo fato de você ser você, que me importo até o último momento de sua vida, e faremos tudo que estiver ao nosso alcance, não somente para ajudá-lo a morrer em paz, mas também para você viver até o dia de sua morte", enfatizando a importância da área.   

O superintendente do HC, professor Antonio Gonçalves de Oliveira Filho acredita que a sala destinada aos cuidados paliativos consolida mais um passo dentro desse crescimento importante, "A gente pode até chamar de cuidados 'dignativos', pois dá dignidade a uma fase muito difícil da vida, que no final das contas faz a gente enxergar as coisas de um jeito diferente", ele alega.

Entre as pessoas que devem receber os cuidados paliativos estão: pessoas com doenças neurológicas de evolução progressiva, com curso prolongado, como Doença de Alzheimer e outros tipos de demência e Doença de Parkinson; pessoas com doenças sérias que podem ter relativamente poucos sintomas mas que apresentam risco de morte como Câncer; doenças crônicas progressivas não neurológicas com períodos de descompensação clinica e exacerbação de sintomas como Insuficiência Cardíaca, Doença Renal Crônica, HIV e AIDS; e pessoas com doenças agudas graves em pacientes previamente hígidos, com evolução clinica desfavorável como Acidente Vascular Cerebral Grave e Choque Séptico com falência de múltiplos órgãos e sistemas.

O Serviço de Cuidados Paliativos vai funcionar através do modelo de atendimento de interconsulta, devendo o médico responsável pelo paciente fazer um pedido em papel, direcionado ao Serviço (folha de encaminhamento de interconsulta padrão do hospital). A Sala de Cuidados Paliativos encontra-se no 2° andar do Hospital, na ala de procedimentos, ao lado do Serviço de Fisioterapia.

Na quarta-feira (05/06), foi promovido um Simpósio de Cuidados Paliativos no HC, com principal objetivo discutir o tema cuidados paliativos e esclarecer demais dúvidas sobre o assunto. Abriram o evento, a Diretora do Departamento de Enfermagem do HC, Elinete Zeferino; a Diretora da Faculdade de Enfermagem da Unicamp, Maria Helena Lopes; o Diretor da Faculdade de Ciências Medicas da Unicamp, Luis Carlos Zeferino; o Coordenador de Assistência do HC, Plínio Trabasso; e o Coordenador dos  Cuidados Paliativos do HC, José Carlos Junqueira. 

Caius Lucilius com Nicole Almeida
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp
 

Share/Save