Reitor da Unicamp discute em Brasília projeto Endowment fund

(23/02/2018) Em rodada para captação de emendas parlamentares no Congresso Nacional para a Área da Saúde da Unicamp, o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel aproveitou a viagem para se reunir com a deputada federal Bruna Furlan, nesta quarta-feira (21-02), no Senado Federal, para discutir o apoio da universidade ao Projeto de Lei 4643/12, que autoriza instituições federais e estaduais de ensino superior a implantarem fundos patrimoniais (Endowment fund). A deputada é a autora do projeto já aprovado na Câmara e agora tramita no Senado.
 
De acordo com a proposta, os fundos serão criados em cada instituição para administrar recursos de doações ou outras fontes, e esse dinheiro será utilizado no financiamento de pesquisa e extensão universitária. O objetivo, explicou, é o de financiar atividades de pesquisa, incluindo o financiamento de projetos de pesquisa e de inovação, bolsas, prêmios e melhorias na infraestrutura de pesquisa e intelectual - o que poderia incluir financiar bibliotecas, assinaturas eletrônicas etc.

Marcelo Knobel formalizou o apoio da reitoria ao projeto e se propôs a organizar na Universidade um fórum de debates sobre o tema, com a presença da parlamentar e até mesmo de representantes de instituições internacionais que possuem Endowment fund. Havard, por exemplo possui um endowment fund de mais de 30 bilhões de dólares. “Temos total interesse e compromisso com esse projeto”, assegurou Knobel a parlamentar.

O coordenador de Assistência do HC, Antonio Gonçalves Filho, confirma a importância do Endowment fund que através dele seria possível, por exemplo, adquirir sistemas da Vinci de robótica para cirurgias. Atualmente o Ministério da Saúde não autoriza a compra desse tipo de equipamento com recursos de emendas parlamentares ou programas do ministério. 

Segundo Bruna Furlan nos Estados Unidos ou mesmo na Europa, a maioria das universidades recebem doações de famílias e ex-alunos através de endowment fund para melhorias e expansão das atividades. “A ideia de fundos patrimoniais é recente no Brasil, porém já existem algumas experiências, mas sem uma legislação adequada que será regulamentada pelo Projeto de Lei 4643/12”, detalhou.

Marcelo Knobel esteve em Brasília realizando a palestra “O papel do Estado na Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação” no Seminário Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior), realizado no Hotel Nacional, com mais de 100 reitores de todo o País.

No período da tarde, o reitor Marcelo, o corrdenador de Assistência do HC, Antonio Gonçalves Filho e o assessor de imprensa Caius Lucilius cumpriram uma agenda de reuniões na Secretaria de Relações Institucionais (SRI) do Palácio do Planalto, com o ministro Marcelo Barbieri e no Congresso Nacional para captação de emendas parlamentares para a Área da Saúde da Unicamp.

Caius Lucilius 
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp 
Fotos: Benjamim Sepulvida

Share/Save