O médico da Emergência é premiado na Filadélfia (EUA)

(12/05/2016) Marco Antonio de Carvalho Filho, médico e professor da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, recebeu no final do mês de abril o prêmio “Romanell Fellowship” de reconhecimento a pessoas envolvidas com o ensino na área de saúde. Este ano, cinco profissionais foram premiados. Marco Antonio foi o único estrangeiro. O prêmio foi entregue durante o congresso da Academy for Professionalism in Health Care (APHC), ocorrido na Filadélfia, Estados Unidos. Ele é oferecido anualmente pela Patrick and Edna Romanell Fund for Bioethics Pedagogy.

O tema do congresso desse ano foi "Creating cultures of professionalism: Education, assessment, accreditation". Marco Antonio submeteu cinco trabalhos e apresentou dois deles desenvolvidos pela disciplina de emergência da FCM da Unicamp: "Empathy as a cornerstone for medical professional identity formation", realizado em conjunto com Marcelo Schweller e "Professionalism assessment of final year undergraduate medical students is not necessarily associated with their cognitive and academic performance". Outros dois trabalhos, em parceria com a Universidade do Porto, de Portugal, também foram aceitos.

“Receber este prêmio é um sinal de que nossos esforços para modernizar nosso curso de medicina estão sendo reconhecidos e que estamos contribuindo para a formação de um médico comprometido de verdade com o paciente e com a sociedade”, disse Marco Antonio.

De acordo com Marco Antonio, a modernização do ensino no Brasil ainda está relacionada às iniciativas individuais que, muitas vezes, não contam com o necessário apoio institucional. Falta investimento em pesquisa na área, assim como financiamento para projetos e professores realmente vinculados a esse processo de modernização.

“Um bom médico deve ser fiel à verdade científica e à verdade humana. Deve, ainda, conciliar isso com compaixão e caridade, usando de empatia para compreender as reais necessidades de seus paciente e generosidade para estar disponível para ajudar”, confidenciou.

Edimilson Montalti

Share/Save