HC adquire novos equipamentos de videoendoscopia em HD

(05/01/2015) Um salto tecnológico para o diagnóstico e o tratamento de cânceres e outras lesões gastrointestinais, através de procedimentos endoscópicos. A chegada de dois sistemas de videoendoscopia digital no Hospital de Clínicas vai reduzir em cerca de 30% o tempo de procedimento, graças as tecnologias disponíveis nos equipamentos, que possuem a maior resolução de imagens (HDTV) no mercado. Os recursos de R$ 424.000,00 foram do Ministério da Saúde e do deputado federal Nelson Marquezelli.
 
Utilizado para procedimentos minimamente invasivos, o equipamento EVIS Exera II da Olympus gera imagens em alta definição (HD), e possibilita exames de rotina e cirurgias mais rápidas e precisas de doenças, por exemplo, do aparelho digestivo em adultos e crianças. Com isso se reduz o desconforto do paciente e melhora-se o conforto da equipe médica. "É um caminho sem volta a incorporação cada vez maior de equipamentos cirúrgicos dotados de imagens de alta-resolução em um centro cirúrgico", comenta o coordenador de Assistência do HC e cirurgião, Antonio Gonçalves de Oliveira Filho.
 
O diferencial do equipamento é o fato da possibilidade em ser utilizado tanto para videoendoscopia quanto para videocirurgia. Além disso, funciona com o sistema NBI (Narrow Band Imaging) que aprimora a visibilidade de capilares e de outras estruturas minúsculas na superfície das mucosas. Para a modalidade videocirurgia está sendo incorporado ao equipamento, uma nova câmera para procedimentos de artroscopia usados pela ortopedia.
 
Permite, por exemplo, a identificação precoce de lesões com maior definição das alterações celulares. Isso é possível devido a espectrocolorimetria, que realça os vasos sanguíneos por conta da absorção de luz que o NBI proporciona. Também dispõe de softwares para imagens para serem exibidas (picture-in-picture) na tela principal ou em sub telas, com quatro diferentes posições.
 
As imagens em alta definição geradas pelo novo sistema são ricas e precisas, onde os detalhes e as cores permanecem nítidos e reais, proporcionando a qualidade necessária em uma cirurgia endoscópica ou para a realização de biopsias. "A riqueza dos detalhes das imagens impressiona os melhores cirurgiões", destaca o engenheiro clínico do HC, Gustavo El-Khalili.
 
O endoscópio rígido que compõe o sistema é esterilizável em autoclave, o que garante um alto desempenho ao longo dos anos de utilização. Os novos equipamentos também são ergonômicamente projetados para facilitar o manuseio dos endoscópios e melhor operabilidade. Anteriormente era utilizado um sistema de tecnologia analógica, que continuará em operação no HC, inclusive para treinamento de alunos e residentes.
 
O sistema é composto por 1 monitor HD, uma fonte de luz xenon de 300 watts, 1 processador de imagem HD, endoscópios para videogastroscopia adulto, em HD com magnificação (zoom óptico manual de 200x) e 1 videocolonoscopio, com zoom eletrônico de 140 vezes.

Caius Lucilius  com Caroline Roque
Assessoria de Imprensa do HC Unicamp

Share/Save