Serviço de Cateterismo Cardíaco incorpora novo polígrafo

(13/12/2016) O Serviço de Cateterismo Cardíaco do Hospital de Clínicas da Unicamp ampliou seu arsenal de equipamentos com a recente aquisição de um polígrafo da marca TEB e modelo SP12. O investimento da compra foi de R$ 93.000,00 com recursos próprios. O novo aparelho, considerado um dos mais modernos do Brasil, é utilizado para monitorizar, registrar e calcular parâmetros fisiológicos do paciente submetido a procedimentos de hemodinâmica, como o cateterismo cardíaco.
 
O Polígrafo SP12 é um sistema eletromédico computadorizado, para realização de procedimentos de Hemodinâmica, desenvolvido com a mais avançada tecnologia. Possui amplos recursos de revisão de sinais, zoom e medidas, 40 canais (18 intracavitários e 32 traços configuráveis). Opera com dois monitores de vídeos independentes, com resolução Full HD e a impressão a laser em 1200 PPI.
 
De acordo com o engenheiro Clínico Gustavo El Khalili, o equipamento conta com dois canais de pressão, com curvas instantâneas e médias, medida de débito cardíaco e cálculos hemodinâmicos. “O estimulador incorporado é programável e os filtros são configuráveis individualmente por canal. A impressão e gravação podem ser por acionamento manual, contínuo ou sincronizado, sendo capaz de gravar o procedimento completo”, conta Gustavo.
 
O aparelho pode monitorar até doze canais de ECG (eletrocardiograma), dois canais de pressão invasiva, um canal para medição de débito cardíaco por termodiluição, um canal de oximetria de pulso (SpO2), com apresentação da curva plestimográfica e um canal com possibilidade de calcular a Reserva de Fluxo Fracionada (FFR) (direta e/ou indireta: através do acoplamento de dispositivos externos).
 
O polígrafo é um sistema composto por computador, dois monitores de vídeo de 21 polegadas, amplificador de sinais fisiológicos (interface com o paciente) e uma impressora a laser. Todos estes componentes são instalados em um console móvel sobre rodízios para facilitar o transporte em caso de necessidade de deslocamento pela sala hemodinâmica ou de controle. "O polígrafo conta com software com amplos recursos para facilitar no diagnostico do paciente. Este benefício contribui para o aumento da qualidade de atendimento e para redução do tempo de tratamento ou exame”, explica El Khalili.
 
O software do aparelho é capaz de realizar cálculos hemodinâmicos e de débito cardíaco em pacientes adultos e pediátricos, gravação de exames executados, impressão de traçados simultaneamente à realização do exame, gravação de segmentos selecionados manualmente durante o exame, análise pós-exame, permitindo a instalação em outros computadores, e cálculos de parâmetros hemodinâmicos. Além de auxiliar na assistência, o polígrafo é um equipamento altamente didático, que possibilita avanços no ensino e na pesquisa do hospital e da FCM.

 

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp 

Share/Save