Tadeu e Crósta entregam novas salas e aparelhos de raio-x

(01/11/2016) O Hospital de Clínicas da Unicamp entregou nesta sexta-feira (04-11), três novos aparelhos de raio-x (dois digitais e um analógico) e as salas modernizadas. O investimento foi de R$ 593.000,00 adquiridos com emendas parlamentares disponibilizadas pela ex-deputada federal Aline Corrêa e pelo ex-senador Eduardo Suplicy. A tecnologia dos novos equipamentos permitirá exames em segundos e com baixas doses de radiação. A entrega foi feita pelo reitor Tadeu Jorge, pelo Coordenador Geral da Universidade, Álvaro Crósta e pelo superintendente João Batista de Miranda.

Para receber os novos aparelhos de raio-x realizou a adequação e modernização das três salas no setor de Radiologia da instituição que ficaram sob os cuidados da arquiteta Priscila Capuchinho do DEM. Ambos foram adquiridos através de convênio com o Ministério da Saúde. Os equipamentos de radiografia digital são da marca Konica Minolta e modelo Aero DR e o aparelho analógico é da marca Philips e modelo Compacto Plus 600. A solenidade de entrega dos aparelhos aconteceu no auditório do hospital e o descerramento da placa na Radiologia.

De acordo com o Chefe da Radiologia do HC, Sérgio Dertkigil, os equipamentos substituídos tinham mais 30 anos de uso. Agora, diz, com esse incremento representam uma renovação no parque de equipamentos. “Alguns exames de raios-X que levavam cerca de cinco minutos para serem realizados agora levam menos cerca de quatro segundos. Com esse ganho de agilidade, eles devem melhorar a qualidade do exame, aumentar a produtividade e aprimorar a resolução das imagens, sem falar no conforto e segurança para o paciente", pontuou. 
 
Diferente do modelo analógico, a radiografia digital consiste em um sistema no qual uma placa de silício amorfo, com conexão via Wi-Fi, captura as imagens radiográficas e manda à central de pós-processamento, em que a imagem é tratada e enviada ao sistema PAC’s do hospital com extrema rapidez, possibilitando um diagnóstico imediato, sem necessidade de revelação de filme ou digitalização.
 
O engenheiro clínico Gustavo El Khalili afirma que, com esta aquisição, o hospital agiliza o atendimento aos pacientes. "Estudos de produtividade revelam que exames utilizando radiografia computadorizada (sistemas CR) levam aproximadamente oito minutos para ser executados. Já exames utilizando o aparelho de raio-x digital (sistemas DR) são realizados em dois minutos, o que representa uma redução de 65% no tempo de exames, diminuindo o tempo de espera dos pacientes. A produtividade de uma sala com raio-x digital é equivalente a de quatro salas com raios-x convencional, com um excelente custo beneficio", explica.
 
Os sistemas digitais apresentam grandes vantagens quando comparados às formas convencionais de radiografia, como a alta definição e qualidade de imagens, redução da exposição do paciente à radiação, visto que não há necessidade de repetição do exame por problemas técnicos, redução de custos do hospital com energia elétrica, pois o sistema utiliza potência inferior aos sistemas analógicos, além de recursos sofisticados de software de auxílio ao diagnóstico, que facilita a visualização e precisão dos detalhes. Mesmo que o paciente se movimente durante o exame, é possível formatar a imagem, sem a necessidade de repetição. 
 
Os novos equipamentos oferecem mais conforto ao paciente, com a rotação de tubo de 180°, permitindo, que mesmo cadeirantes ou pacientes em macas sejam radiografados sem necessidade de locomoção. "Outro grande benefício apresentado pelo sistema digital são as baixas doses de radiação emitidas, cerca de 30% menor em relação à tecnologia analógica. Dessa forma, os pacientes e técnicos podem realizar o procedimento de forma mais segura", pontua Gustavo.

Sistema analógico
 
O aparelho de raio-x analógico adquirido foi desenvolvido pela Philips para aperfeiçoar os trabalhos em radiologia. O sistema de alta freqüência, composto por gerador de raios-x, painel de controle, tubo de raios-x, estativa porta-tubo, bucky mural e mesa de exames, proporciona eficiência e potência, que asseguram processos rápidos, com confiança tanto ao profissional quanto ao paciente. 
 
O equipamento conta com um gerador de alta freqüência multipulso, possibilitando diferentes freqüências que acompanham seu mA conforme a configuração escolhida pelo profissional. Essa ferramenta é imprescindível para a realização de todos os tipos de exames radiológicos com eficiência, baixo custo e rapidez.
Os controles de movimentação do tubo de raio-x se encontram na parte frontal do equipamento, permitindo para o operador total controle, ao mesmo tempo em que orienta o paciente durante o posicionamento para o exame radiológico.
 
Além de todas as configurações, é possível escolher um sistema de controle automático de exposição, composto de duas câmeras de estado sólido de três campos, instaladas no mural e na mesa de raios-x. O sistema possui a função de medir a quantidade de radiação transmitida e finalizar a exposição quando a dose recebida atinge o nível pré-estabelecido. Dessa forma, é garantido que o paciente receba exatamente a dose de radiação necessária para a realização de cada exame.

O HC da Unicamp dispõem de oito salas com aparelhos de raio-x - incluíndo as três novas - que realizam um média de 8 mil exames/mês.

Caius Lucilius com Isabelle Mancini

Assessoria de Imprensa do HC Unicamp 

Veja mais no Portal da Unicamp:
http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2016/11/04/hc-da-unicamp-recebe-tres-equipamentos-de-radiologia

Veja mais no Portal do Correio Popular:
http://correio.rac.com.br/_conteudo/2016/11/campinas_e_rmc/456218-hc-inaugura-tres-aparelhos-de-raio-x.html

Share/Save