Dúvidas

 

 
 
 
 
 
 
 
O HC é um hospital público de atendimento terciário, cuja função na rede pública é de atender casos mais complexos. Esta avaliação de complexidade e da necessidade de atendimento é feita por um médico da rede básica de saúde pública (centros de saúde). Nao é possível marcar uma consulta ou exame diretamente no HC.
 
O controle de marcação de consultas dos casos novos nos Ambulatórios de Especialidades do Hospital de Clínicas da Unicamp é feito pela Central Reguladora de Vagas da DRS VII (Divisão Regional de Saúde), que faz a marcação das consultas de acordo com a disponibilidade de vagas existentes para as especialidades nos ambulatórios do HC, seguindo os critérios de encaminhamento ao serviço terciário.
O paciente, quando necessitar de atendimento em serviço público terciário, deve ser encaminhado pelo médico do serviço de saúde de sua cidade (com relatório médico e exames que justifiquem a necessidade de encaminhamento ao HC). A secretaria de saúde de seu município, entrará em contato com a DRS VII solicitando o agendamento.
 
O HC não faz exames para pacientes externos. Todos os nossos procedimentos e exames são para pacientes em seguimento nos ambulatórios do HC.
Caso seja necessário realizar algum exame no HC, o médico da rede básica ou do ambulatório de especialidades da cidade de origem, deve solicitar o agendamento no HC a DRS VII, seguindo a orientação acima.
 
É direito de todo paciente ter relatório médico de seu tratamento fornecido pelo serviço que o acompanha. De preferencia, este relatório deve ser solicitado durante a consulta médica de retorno, mas, caso a perícia tenha sido agendada depois, o paciente deve solicitar o relatório médico na recepção do ambulatório onde faz o acompanhamento com antecedência de pelo menos 3 dias (se possível de uma semana).
O prontuário será solicitado pela equipe de enfermagem ao arquivo, e ele receberá as informaçoes necessárias para receber este relatório, que varia de acordo com a especialidade.
 
Não. O HC da Unicamp é uma instituição pública de atendimento público e gratuito e NÃO é cobrado qualquer valor financeiro do paciente ou de seus familiares para nenhum tipo de atendimento. A marcação de consultas, exames, procedimentos ou cirurgias é gerenciada pela Diretoria Regional de Saúde de Campinas (DRS-VII).
 
A Farmácia de Alto Custo faz parte do Programa de Dispensação Excepcional e que tem protocolos clínicos que orientam quais medicamentos e quais doenças são atendidas pelo programa. Desta forma os medicamentos somente são dispensados para os usuários que atendem a todos os requisitos que estão descritos nos protocolos clínicos. 
As regras referentes aos medicamentos excepcionais são definidas pelo Ministério da Saúde, sendo que o principal documento exigido para o Programa é o Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos de Dispensação Excepcional  (LME). Desta forma, para a dispensação destes medicamentos é necessário:
 -   Que o medicamento faça parte do Programa de Medicamentos Excepcionais;
 -   Que seja respeitado o Protocolo Clínico definido pelo Ministério da Saúde;
 -   O Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos de Dispensação Excepcional (LME) devidamente preenchido pelo médico solicitante;
 -   A receita médica, com identificação do paciente em duas vias, legível e com nome do princípio ativo e dosagem prescrita; 
 -   O Cartão Nacional de Saúde;
 -   Relatório médico;
 -   Termo de consentimento;
 -   Exames médicos.
No caso da Farmácia de Alto Custo da UNICAMP ela somente atende aos pacientes que tenham sido atendidos no complexo HC-UNICAMP e que tenham receita expedida pela UNICAMP., desde que a solicitação do medicamento esteja dentro das conformidades das normas. 
Outros usuários devem se dirigir à unidade da DRS-7 (Diretoria Regional de Saúde – 7) para solicitar o início do processo do medicamento. Esta unidade pode ser contatada em Campinas pelo telefone: (19) 3739-7050.
 
O Serviço de odontologia não realiza implantes dentários.
 
O cadastro dos Pacientes sempre é feito pelo Serviço Social do HC. No momento do cadastro são solicitadas algumas informações como: a idade da perda auditiva, causa da perda, uso de próteses auditivas, paciente é oralizado, tempo de terapia fonoaudiológica, existe algum outro comprometimento.
Dependendo da avaliação, o paciente pode ser agendado para consulta.
 
Informações adicionais, entrar em contato através dos Telefones: (19) 3521-7312, 3521-7880, 3521-7477, 3521-7491, 3251-7524.
 
O Manual do paciente está disponível para download no site do HC:
 
Para informações de como inscrever-se no programa de cirurgia bariátrica,  entre em contato com o departamento de cirurgia através do e-mail: cirurgia@fcm.unicamp.br. ou ligue para (19)3521-7615 ambulatório de gastrocirurgia.
 
 
Como fazer?
Ter entre 18 e 55 anos de idade.
Estar em bom estado de saúde.
Não estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos.
Comparecer ao Hemocentro da Unicamp de segunda-feira a sábado das 07h30 às 15h00, ou no Hemocentro Mário Gatti de segunda-feira à sexta-feira  das 8h00 às 14h00.
Trazer: RG, CPF, endereço completo, com o CEP e nome de 02 pessoas com telefone de contato.
Preencher o cadastro e colher o sangue para fazer os exames necessários (sorologias, tipagem do sangue e tipagem para HLA), após a liberação dos exames sorológicos, seus dados serão enviados para o REDOME que entrará em contato com você somente se encontrarem um paciente compatível com a sua medula óssea.
Não precisa agendar. O agendamento somente é necessário no caso de grupos maiores que 10 pessoas.
 
Como se doa a medula?          
Existem dois métodos de doar a medula:
Punção Direta, onde é extraído 10% do líquido da medula diretamente do osso. É necessário anestesia geral e internação de pelo menos 01 (um) dia. Quanto ao tempo de internação, tudo irá depender como estará o atual estado de saúde do doador e quanto tempo levará para recuperação (procedimento determinado pelo médico).
 
Punção Venosa, por método de aférese. Parece-se com a doação de sangue, com a diferença que você doa apenas células. Nesse procedimento o doador toma um medicamento que faz com que as células da medula migrem para a corrente sanguínea, possibilitando que sejam retiradas pela veia do braço. O objetivo dessa doação é extrair apenas células do sangue, o aparelho de aférese faz com que essas células sejam separadas no momento em que se faz a retirada do sangue pela veia. 
Material utilizado: Trata-se de um quite descartável, encaixado na máquina de aférese. Não há nenhum risco de contaminação, terminado o procedimento ele vai para o lixo hospitalar.
A medula óssea do doador se recompõe em aproximadamente 15 dias, possibilitando assim, que o doador se mantenha cadastrado, podendo fazer nova doação caso haja outro paciente compatível.
A escolha do procedimento mais adequado é do médico.
 
Outras informações, ligue: 0800 – 722 84 32
 
 
Uma cirurgia plástica estética pode ser realizada no HC-Unicamp desde que tenha uma indicação médica para o atendimento nesta instituição. Como nas demais situações, o paciente deve ser encaminhado pelo médico do serviço de saúde de sua cidade (com relatório médico e exames que justifiquem a necessidade de encaminhamento ao HC) a secretaria de saúde de seu município, que entrará em contato com a DRS VII solicitando o agendamento.
 
Muitos pacientes necessitam de cirurgia plástica de alto nível de complexidade, e que por isto sao encaminhados ao HC-Unicamp, principalmente as cirurgias plásticas reparadoras. O agendamento da lista de espera é gerenciado pela Diretoria Regional de Saúde de Campinas (DRSVII).
 
 
O horário de visitas nas unidades de internação é das 8h00 às 20h00, todos os dias, incluindo finais de semana e feriados. A entrada dos visitantes é de dois a cada vez, com permanência de no máximo uma hora.
Algumas situações especiais são exceção para esta regra:
Devido as condiçoes especiais de pacientes com doenças de baixa imunidade, nas enfermarias de Hematologia, Nefrologia e Transplante de Medula Óssea a visita é limitada para duas pessoas ao dia.
Nos casos de pacientes que estão em quartos de precauções especiais para transmissão de doenças a visita é limitada para duas pessoas ao dia.
Na UTI e UER a visita acontece todos os dias das 11h00 às 12h00 e das 16h00 às 17h00, com entrada de um por vez e permanência de até 30 minutos.
O visitante deve entrar pela Central de Visitas (rampa do 3o andar, entrada principal do hospital), onde irá receber uma identificação como visitante. Esta identificação de visitante deverá ser devolvida na saída.
É desaconselhada a visita de menores de 12 anos. Quando necessário será autorizado pelo enfermeiro da unidade.
Acesse o link para os horários de visita: http://www.hc.unicamp.br/arquivos/imagens/hor-visita.doc
 
Para visitar os pacientes que estão no Pronto Socorro (UER), os horários de visita são os seguintes: das 11:00h às 12:00h e das 16:00 às 17:00h diariamente, dois visitantes por período. A entrada de visitas é pela portaria do próprio Pronto Socorro (UER) devendo passar pela recepção para colocar a identificação de visitante.
Para os pacientes que necessitam receber um atendimento imediato ou intensivo na sala de emergência, as visitas só poderão ocorrer após a sua transferência para uma das salas de observação do Pronto Socorro (UER).
 
Todos os pacientes com idades acima de 60 anos ou menores de 18 anos tem direito a permanecer com acompanhante durante todo o tempo de internação. Para os demais pacientes, se houver alguma condição especial que necessite de acompanhante, deve ser feito contato com o enfermeiro da unidade que irá avaliar a situação.
 
 
O Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp é um curso oferecido por uma universidade pública e é gratuito. Para ser inscrito neste curso é necessário prestar o vestibular da Unicamp. Para informações sobre o vestibular unicamp acesse: www.comvest.unicamp.br
 
O curso de Enfermagem da Unicamp é um Departamento da Faculdade de Ciências Médicas. Você poderá encontrá-lo dentre os departamentos do curso de Medicina, assim como o Departamento de Clínica Médica, o Departamento de Patologia Clínica, o Departamento de Cirurgia, dentre outros. Para acessá-lo, deverá entrar primeiramente no site da Faculdade de Ciencias Médicas como segue: www.fcm.unicamp.br
Ao lado esquerdo, há os departamentos citados um a um. Procure o nome:
Enfermagem
Clicando em cima dele, vai chegar diretamente no site da Enfermagem com as opçoes:
Aprimoramento
Graduação
Pós Graduação
Aí poderá procurar o assunto que quiser. Se for sobre Curso de Graduação em Enfermagem, entre no título:
Graduação
 
Primeiramente você deverá escolher um tema de seu interesse e entrar em contato com o professor responsável por ele. 
Se quiser saber alguma coisa sobre o Programa de Pós Graduação stricto sensu, clique em: Pós Graduação
Neste site você poderá ver as Linhas de Pesquisa que são desenvolvidas pelos docentes do Programa. Também poderá saber a maneira de cursar alguma disciplina de seu interesse como aluno especial, isto é, ser aluno do programa sem ter prestado o exame de seleção.
Primeiramente você deverá escolher um tema de seu interesse e buscar pela internet o Currículo Lattes do Professor, http://www.cnpq.br para ver quais são os temas com os quais ele trabalha. Depois entre em contato com o professor que pesquisar os assuntos mais diretamente relacionados ao seu interesse para ver qual o tema que mais lhe agrada e procurar o professor responsável.
Para ser admitido como aluno regular será necessário prestar um exame de seleção para concorrer a uma vaga no Programa de Pós Graduação para obter o título de Mestre e posteriormente o de Doutor em Enfermagem, que geralmente ocorre nos meses de abril a maio.
 
 
O HC possui uma modalidade de prestação de serviço voluntário. Para isso é necessário fazer uma solicitação formal a área de interesse, juntamente com um plano de atividades. Se o responsável da área for favorável, serão solicitados alguns documentos para que a solicitação possa seguir para autorização de outras instâncias administrativas na Unicamp (Superintendência do HC, Pró-reitoria de Desenvolvimento da Unicamp – PRDU e Diretoria Geral de Recursos Humanos – DGRH). Somente após essas autorizações é que se pode iniciar o trabalho.
Importante: a prestação de trabalho voluntário de médicos está suspensa no HC-Unicamp.
 
No momento, não estamos admitindo nenhum estagiário devido a mudança da legislação específica, até que sejam melhor definidas as normas a este respeito.
 
O HC nao recebe curriculum vitae de profissionais, pois as contratações somente são feitas através de processos seletivos públicos. Neste caso, a comunidade é informada da existência dos concursos através da publicação em jornais de grande circulação e também pelo site da Unicamp.
 
A divulgação dos concursos públicos é feita através de jornal de grande circulação e também pelas páginas: www.dgrh.unicamp.br e www.funcamp.unicamp.br